Paradis Perdu

Gênero: Compartilhado                                                                                                                

Família: Amadeirado Aromático

Perfumista: Amélie Bourgeois

 

1889... O tempo parou sobre os palácios de vidro efêmeros da exposição universal de Paris.

Seus pavilhões, com seus interiores em renda de ferro, celebrando a efervescência industrial e o movimento Art Nouveau.

 

É nesse ambiente estimulante que os

conhaques Frapin serão recompensados por sua excelência.

Pierre Frapin recebe das mãos de Gustave Eiffel o primeiro prêmio.

O que foi dito então, entre o homem da terra e aquele do ferro, não se sabe.

No entanto, o que foi feito, Le Domaine Charentais testemunhou.

O senhor Eiffel empregou sua genianidade para criar para o senhor Frapin armazéns indestrutíveis.

Criado com a vitalidade de um objeto Art Nouveau, Paradis Perdu é uma ode às vinhas que envolvem a propriedade Frapin.

Os largos campos vegetais inspiraram a perfumista Amélie Bourgeois.

 

Notas de saída: Bergamota, laranja amarga, cidra, tangerina amarela

Notas de Coração: Acorde vegetal(mangericão,vinha), gálbano, elemi, paradisamine(Molécula - Nota de frutas tropicais)

Notas de fundo: Vetiver, feno, cedro da virgínia, pau-rosa, labdanum, musgos, almíscar.

Paradis Perdu Eau de Parfum 100 ml
R$550,00
Quantidade
Paradis Perdu Eau de Parfum 100 ml R$550,00

Conheça nossas opções de frete

Paradis Perdu

Gênero: Compartilhado                                                                                                                

Família: Amadeirado Aromático

Perfumista: Amélie Bourgeois

 

1889... O tempo parou sobre os palácios de vidro efêmeros da exposição universal de Paris.

Seus pavilhões, com seus interiores em renda de ferro, celebrando a efervescência industrial e o movimento Art Nouveau.

 

É nesse ambiente estimulante que os

conhaques Frapin serão recompensados por sua excelência.

Pierre Frapin recebe das mãos de Gustave Eiffel o primeiro prêmio.

O que foi dito então, entre o homem da terra e aquele do ferro, não se sabe.

No entanto, o que foi feito, Le Domaine Charentais testemunhou.

O senhor Eiffel empregou sua genianidade para criar para o senhor Frapin armazéns indestrutíveis.

Criado com a vitalidade de um objeto Art Nouveau, Paradis Perdu é uma ode às vinhas que envolvem a propriedade Frapin.

Os largos campos vegetais inspiraram a perfumista Amélie Bourgeois.

 

Notas de saída: Bergamota, laranja amarga, cidra, tangerina amarela

Notas de Coração: Acorde vegetal(mangericão,vinha), gálbano, elemi, paradisamine(Molécula - Nota de frutas tropicais)

Notas de fundo: Vetiver, feno, cedro da virgínia, pau-rosa, labdanum, musgos, almíscar.